Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Humor em 4ª feira de Cinzas

por Zulmiro Sarmento, em 06.02.08

 

                       A primeira vez que Corville entrou como ministro no gabinete do rei francês Luís XVIII, começou por deixar em cima da secretária real, a carteira, os óculos e o lenço...

         O rei, surpreendido, perguntou-lhe:

         - Vieste aqui esvaziar os teus bolsos?!

         - Sim, Senhor, quero distinguir-me dos que vêem aqui apenas para enchê-los...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:07

HOJE...

por Zulmiro Sarmento, em 06.02.08

- Hoje tratarei de viver exclusivamente este meu dia, sem querer resolver o problema da minha vida de uma só vez.

 

- Hoje terei o máximo cuidado com o meu modo de tratar os outros. Delicado nas minhas maneiras, não criticarei ninguém, não pretenderei melhorar ou disciplinar ninguém senão a mim mesmo.

 

- Hoje me sentirei feliz com a certeza de ter sido criado para ser feliz, não só no outro mundo, mas também neste.

 

- Hoje me adaptarei às circunstâncias sem pretender que as circunstâncias se adaptem a todos os meus desejos.

 

- Hoje dedicarei dez minutos do meu tempo a uma boa leitura, lembrando-me de que assim como é preciso comer para sustentar o corpo, assim também a leitura é necessária para alimentar a vida da minha alma.

 

- Hoje praticarei uma boa acção sem contá-la a ninguém.

 

- Hoje farei uma coisa de que não gosto, e se for ofendido nos meus sentimentos procurarei que ninguém o saiba.

 

- Hoje farei um programa bem completo do meu dia. Talvez não o execute perfeitamente, mas em todo o caso vou fazê-lo. E guardar-me-ei bem de duas calamidades: a pressa e a indecisão.

 

- Hoje não terei medo de nada. Em particular, não terei medo de gozar do que é belo e não terei medo de crer na bondade.

Papa João XXIII

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:32

SER FELIZ OU TER RAZÃO

por Zulmiro Sarmento, em 06.02.08

          Oito da noite numa avenida bastante movimentada. O casal já está atrasado para jantar na casa de uns amigos.

          O endereço é novo, assim como o caminho que ela conferiu no mapa antes de sair. Ele guia o carro. Ela orienta e pede para que vire, na próxima rua, à esquerda. Ele tem a certeza de que é à direita. Discutem. Percebendo que além de atrasados, poderão ficar mal-humorados, ela deixa que ele decida.

          Ele vira à direitas e percebe depois que estava errado. Embora com dificuldade, admite que insistiu no caminho errado , enquanto faz  o retorno.

          Ela sorri e diz que não há problema algum em chegar alguns minutos mais tarde. Mas ele ainda quer saber:

          - Se tinhas tanta certeza de que eu estava indicando o caminho errado, devias insistir um pouco mais.

          E ela diz: - Entre ter razão e ser feliz, prefiro ser feliz. Estávamos à beira de uma discussão, se eu insistisse mais, teríamos estragado a noite.

          Moral da história: Esta pequena história foi contada por uma empresária durante uma palestra sobre «simplicidade no mundo do trabalho».

          Ela usou a cena para ilustrar quanta energia nós gastamos apenas para demonstrar que temos razão, independentemente de tê-la ou não.

          Desde que ouvi esta história, tenho-me perguntado com mais frequência: « Quero ser feliz ou ter razão?».

          E ainda: « Justificar-me para quê?... Os amigos não precisam e os inimigos não acreditam.»

          Pensemos nisto e sejamos felizes.                   

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 12:14


formar e informar

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2008

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
242526272829



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D