Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Dizer «obrigado»

por Zulmiro Sarmento, em 28.08.07

          Agradecer, — dizer «obrigado» — ou mais ainda, manifestar gratidão pelas acções é uma atitude que vem rareando nestes tempos de egoísmo que vamos vivendo.

          Há pessoas que recebem uma expressão de atenção, de generosidade, mas uma esponja mágica apaga rapidamente da lembrança o bem que receberam, a ajuda que lhes foi concedida, o favor que obtiveram.

          Há também pessoas que , pagando os serviços prestados, julgam saldar tudo, sem dívida nenhuma de gratidão. Esquecem que não há dinheiro que pague o espírito de colaboração de um empregado, a dedicação de um servente, o carinho que a esposa põe no tratamento do marido, ou o sacrifício que o marido faz para ganhar o pão para o seu lar, tantas vezes num trabalho cansativo e desgastante.

          Dizer «obrigado» — é mais que um gesto rotineiro, de verniz social.

          Tem de sair de dentro, do coração.

          E se sair do coração, cria um ambiente de harmonia, de compreensão recíproca, de bem-estar, abrindo para mais generosidade o coração da pessoa a que se agradece. Receberá muito quem for grato por pouco...

          A gratidão é uma virtude cada vez mais rara que devemos ensinar — pela palavra e pelo exemplo — aos mais novos, pois muitos deles nunca ouviram seu pai ou sua mãe dizer entre si «obrigado».

          A ingratidão tanto para com as pessoas como para com Deus viceja e cresce nos nossos ambientes como erva daninha... 

          Por isso termino, como crente, com esta súplica: «Senhor, deste-me tudo. Dá-me uma coisa mais: um coração agradecido».

          P.S. Toda a gente que me conhece sabe o quanto tenho sido agraciado ao longo de toda a minha vida por Deus e por aqueles e aquelas que Ele foi colocando no meu caminho. Irei contando alguns exemplos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 22:02


2 comentários

De Jornal da Família a 03.09.2007 às 10:34

visite:
www.ojornaldafamilia.blospot.com

De Anónimo a 10.09.2007 às 13:23

Olá professor.
Já lhe tinha dito que lhe ia fazer um comentário no seu blog, mas nunca me surgiu ideia nenhuma para escrever, pois não é o meu forte:)
Aqui deixo isto para lhe mostrar que ainda não me esqueci do que lhe tinha dito.

Pedro Jorge

Comentar post



formar e informar

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2007

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D