Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

UM CASO DE SE LHE TIRAR O CHAPÉU

por Zulmiro Sarmento, em 13.04.15

É este rapaz, na casa dos vinte e tal, que paga os estudos à irmã, que contribui para sustentar a casa, que paga a prestação do carro

 
Os pais casaram tardote. O pai, na casa dos sessenta, é um desempregado de longa duração, perdeu o direito ao subsídio de desemprego e está cheio de levar 'negas' daqueles a quem bate à porta, pedindo trabalho. A mãe, vítima doença de Parkinson, deixou de poder trabalhar e tem visto as juntas médicas negarem-lhe o acesso à reforma antecipada.
A irmã mais nova está na universidade. Ele trabalha. Ganha 600 euros limpos. Porque trabalha longe de casa, precisou de comprar um carrito que anda a pagar às prestações.
É este rapaz, na casa dos vinte e tal, que paga os estudos à irmã, que contribui para sustentar a casa, que paga a prestação do carro.
E mais. A Igreja da sua paróquia, muito bonita, estava em estado avançado de degradação. Os paroquianos, embora poucos, resolveram quotizar-se mensalmente para angariarem dinheiro para as obras de recuperação. Este rapaz não ficou atrás na colaboração. Fez questão de marcar presença e, cada mês, desconta para as obras 50 euros.
Não barafusta contra a vida e a sorte. Assume que a corda da vida se sobe a pulso. É uma pessoa em paz consigo e com a vida. Desta maneira, aceita prescindir de muitas coisas de que gostava para poder ser útil aos outros. Mas é assim que lhe sabe bem viver!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 11:00

NÚMEROS QUE FAZEM PENSAR!

por Zulmiro Sarmento, em 10.04.15

Pobreza, desigualdade e guerras

 
“A comida deitada fora num ano nos EUA e Europa poderia alimentar três vezes a população mundial durante esse tempo.”


 “A nível mundial, há 121 milhões de crianças e adolescentes que não frequentam a escola”...


 “230 mil pessoas perdem anualmente a vida na guerra.”


“Temos um sistema que desenvolveu o liberalismo económico mas não traz igualdade, antes acrescenta desigualdade.”


“Todos estamos convidados à mesa. Não é preciso excluir ninguém, mas antes ir acrescentando lugares à mesa.”


 “Não vivemos num mundo justo e sem justiça não podemos ter paz.”


 “A solidariedade é intrínseca à condição do ser humano”.


“O primeiro papel dos pobres é não se resignarem. Passámos décadas a gerir a pobreza de muitos mas não os libertámos da pobreza.”


“Lutemos contra a pobreza e não contra os pobres. Ninguém é pobre porque quer.”


Fonte: aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 11:02

JE SUIS UM HIPÓCRITA BEM CHAPADO!...

por Zulmiro Sarmento, em 09.04.15

Senhora comunicação social, deixe de ser hipócrita!

 
Eram estudantes.
Morreram perto de centena e meia.
Como foi no Quénia e não eram jornalistas e não provocavam os terroristas, a repercussão foi quase nula.
Nenhum de nós se assumiu um deles, nenhum líder propôs uma manifestação como a que houve em Paris.
Foi no Quénia, poucos se incomodam.
Esta universidade também não vai vender 8 milhões de jornais, quando voltar a funcionar "normalmente".
Há uma hipocrisia nojenta que me preocupa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 15:11

UMA VIDA TERÁ PREÇO?

por Zulmiro Sarmento, em 06.02.15
 

Afinal, uma vida tem preço? Qual é o preço de uma vida?

O absurdo das perguntas só é superado pelo contra-senso de algumas respostas.

Há dois mil anos, houve uma vida avaliada em 30 moedas (Mt 26, 15). Foi o preço acordado para que uma vida fosse eliminada.

Nos últimos dias, há várias vidas avaliadas em 42 mil euros. É o preço fixado para que tais vidas sejam salvas.

Havendo uma percepção clara da hierarquia de valores, não há lugar para qualquer hesitação.

Aprendemos, desde sempre, que uma única vida vale mais que todo o dinheiro do mundo.

Assim sendo, quando os dois valores estivessem em confronto, a opção deveria ser sempre pela vida.

Mais vale sacrificar o dinheiro pela vida do que a vida pelo dinheiro.

Só que nem sempre as palavras dos lábios estão em sintonia com as atitudes que se tomam.

É claro que é na vida que se ganha dinheiro. Mas é preocupante notar que se pretenda ganhar tanto dinheiro com a vida.

Dizem (embora, como é óbvio, não possa confirmar) que a produção do medicamento de que tanto se fala varia entre os 60 e os 120 euros.

Como entender que ele seja posto à venda por 42 mil euros?

Haverá muitas explicações plausíveis. Mas será que existe alguma justificação aceitável?

Uma coisa é pagar os custos. Outra coisa é alimentar o lucro.

Procuremos meditar e pôr as coisas no seu devido lugar.

Uma vida é uma vida. O seu valor está infinitamente acima de todos os valores!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:35

CABEÇAS OCAS

por Zulmiro Sarmento, em 19.11.14

Barbudos, tatuados e (mal) penteados...

 

Embora o tema seja complicado por natureza, não posso deixar de cumprimentar o manifesto anti-barbas do Sr. Ilhan Cavcav, presidente do modesto Gençlerbirligi, actual nono classificado do campeonato turco. As barbas de Raul Meireles, e não só, são, de facto, um espectáculo dentro do espectáculo - mas, não só não o deveriam ser (e sim o futebol por ele jogado), como também o espectáculo é esteticamente nada recomendável. E se às barbas juntarmos as tatuagens em série e os inacreditáveis e sempre alterados penteados das vedetas dos estádios, aquela mania de saírem sempre dos autocarros com headhphones colados aos ouvidos, caras de personagens superiores e inatingíveis e absoluta ausência de quaisquer sinais exteriores de que são capazes de ocupar os tempos livres a ler um livro, um jornal, uma revista, mais as eternamente repetidas e absolutamente desinteressantes declarações que fazem, recheadas de frases feitas que nem se percebe se eles percebem, temos de convir que a imagem que os jogadores de futebol de topo hoje transmitem de si mesmos é de uma pobreza intelectual e de uma falta de gosto chocantes. A imagem de quem, fora de campo, apenas se preocupa com dinheiro e contratos, tatuagens e penteados. A quem nada interessa saber do país onde vivem e do mundo que os rodeia. E, como essa é a imagem transmitida a milhões de jovens em todo o mudo que os idolatram, não se trata apenas de uma questão de gosto ou de valores, mas de responsabilidade. Lamento, mas é o que penso.
Fonte: aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 09:34

Sara Norte e a geração dos morangos estragados

por Zulmiro Sarmento, em 23.02.12
 

Sara Norte, condenada em Espanha

 

Imagem de aqui

 

Sara Norte, foi condenada em Espanha a dois anos de prisão por tráfico de droga, Sara, que ficou conhecida pela sua participação nas series de televisão Médico de família e Morangos com Açúcar, é só mais um de muitos casos em que a fama precoce antecede a caída no abismo.

 

A televisão, o dinheiro, a fama, povoam os sonhos de muita gente, inclusivamente de muitos pais, é evidente que uma andorinha não faz a primavera, haverá muita gente que consegue lidar com tudo isto, acredito que por cada Sara Norte, por cada Tiago Fernandes, haverá muitos actores que conseguem viver com a fama e o que esta traz consigo, mas estes casos devem servir para chamar a atenção.

 

Há pais que começam a levar os filhos aos castings ainda antes da idade de lhes retirarem as fraldas, há quem olhe para a televisão como a saída mais fácil para uma vida sorridente, esquecem que tudo na vida tem um preço a pagar e nem todos estão preparados para enfrentar a realidade. A Fama como a beleza é efémera, e um dia estes adolescentes dão por si a sentir que o seu momento passou, era bom que a família que incentivou e aplaudiu quando se estava na mó de cima, soubesse estar lá para apoiar e encaminhar quando se está na mó de baixo.

 

A Sara é só mais um caso, será talvez o caso mais conhecido até porque é filha de actores, haverá de certeza muita mais gente que vê todos os dias a fama passar e os sonhos a ir pelo cano abaixo, talvez a maioria não caia tão fundo, mas muitos, principalmente aqueles que deixaram tudo para correr atrás da fama, encontram-se de um momento para o outro perdidos numa encruzilhada da qual não é fácil saír.. sem trabalho e sem perspectivas.

 

Por trás de tudo isto, de tantos castings, de tantos morangos, ídolos, reality Shows e programas de caça talentos, há uma enorme industria que vive dos 5 minutos de fama destes jovens, haverá sempre mais Saras e mais Tiagos para sorrir para as câmaras, era bom que houvesse também quem os alertasse para os perigos do caminho que teimam em escolher.....

 

Do blogue O que é o jantar

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:18

Ninguém se lembrou, mas a criança...

por Zulmiro Sarmento, em 07.01.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:55

Verdades para falaciosos

por Zulmiro Sarmento, em 26.11.11

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:02

Se o adultos fizessem assim...

por Zulmiro Sarmento, em 09.11.11

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:19

Curiosidades

por Zulmiro Sarmento, em 02.09.11

 

Há coisas muito curiosas na vida de alguns cristãos. Exemplificamos algumas dessas curiosidades, sem as aplicar a ninguém em concreto.

É curioso que os quarenta e cinco minutos da Missa dominical parecem tão longos, mas se passados num estádio de futebol parecem tão pouco tempo.

É curioso que temos tão pouco tempo para ler e meditar na Sagrada Escritura, mas não falte tempo quando se trata de ver a telenovela que está na moda.

É curioso que ocupemos na igreja o último banco, mas quando vamos ao teatro parar ver um espectáculo busquemos os lugares da frente.

É curioso que enviemos piadas por e-mail através do computador, mas não tenhamos coragem de enviar mensagens que podemos ir buscar ao Evangelho.

É curioso que não encontremos palavras para rezar, mas temos sempre palavras na ponta da língua quando se trata de falar dos outros e de os criticar.

É curioso que cinco euros nos parece tanto quando se trata de contribuir para uma campanha de fraternidade, mas é tão pouco quando vamos à pastelaria.

É curioso que exijamos ao bispo que envie um padre para a paróquia, mas as famílias não estão interessadas em que um filho vá para o seminário.

Se estas e outras curiosidades de facto existem, só servem para indicar que são necessários cristãos mais autênticos.

 

Pedrosa Ferreira

     

         

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:39


formar e informar

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2017

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Passaram por aqui

web counter free



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D